O AMULETO

A voz suave e comportada informa os passageiros que o embarque do vôo acontecerá pelo Portão Dois. Diana sente outro tremor rápido, calafrio de medo e alegria, e coloca a mão sobre o peito apenas para se acalmar; sente a medalhinha que a mãe lhe dera como guarda e proteção. Pensa em mim e te agarra a ela, dissera a mãe, e nada de ruim vai te acontecer. Apalpa a medalha com a mão esquerda, passa sobre ela os dedos ansiosos e é como se certa mágica poderosa lhe quitasse automaticamente o tremor.

Uma vida nova, a universidade, tanto a aprender e experimentar – mas do outro lado do oceano! Os milhares de quilômetros que atravessará esta noite, o país desconhecido, a língua e as palavras que os dias certamente a ajudarão a aperfeiçoar, as aulas, as pessoas, as novas cores e luzes, o futuro – tudo tão longe daqui. É um aperto no coração, suor bom de expectativa. Sente novamente a medalhinha sobre o peito – e outra vez isto a acalma.

Diana tem dezenove anos e nunca saiu do país. Andou de avião duas vezes, viagens curtas, ambas com a mãe. E agora, na grande viagem de sua vida, aquela em que atravessará mais fronteiras, está por si. Os dezenove anos de coragem e ousadia que a fizeram candidatar-se e ganhar a bolsa de estudos agora se transformam em dezenove anos crianças, passos parecendo precisar de amparo. Mas o amuleto, ela pensa – apenas coisas boas.

Agora a voz do aeroporto chama para o embarque imediato. Diana percebe os próprios olhos marejados, borboletas invisíveis voando em seu estômago, e pensa que seu destino está ali, naquele instante.

É a hora.

Toca o amuleto outra vez, percebe sua força - e sabe que nada de ruim irá lhe acontecer. Então levanta e vai.


Outros Contos


UM DIA ENSOLARADO DE PRIMAVERA

LIXO

PRIMEIRO DIA DE AULA

TEMPO DE FLORADA

ALCEU FEIJÓ

AINDA GILDA

NÚMERO DESCONHECIDO

OS OLHOS DO MEU FILHO NOS OLHOS DE OUTRO FILHO

LADY MADONNA

O DIA EM QUE A INFÂNCIA TERMINA

FOGO ESPECIAL

A ESCOLA

ASFIXIA

VESTIDO DE NOIVA

O AMULETO

AMANHÃ TALVEZ

O HOMEM MAIS VELHO DO MUNDO

A VISITA DAS SETE MENINAS

CIDADANIA

AS COTAS

 

 

 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais