AUTOESTIMA

Escolhi o salmão, porque não tem erro – mesmo quando a gente erra a receita, ele fica bom. E o fato é que, não me gabando muito, até que sei cozinhar direitinho. Além disso, aquela vermelhidão do peixe salta do prato com certa sensação de saúde. Salpiquei umas pitadas de sal, um pouco de ervas da Provença, manjericão picado em pedacinhos, azeite de oliva – e forno.

Para acompanhar, nada muito pesado. Um purê de mandioquinha (por que se usa tão pouco esta maravilha?), com uma porção delicadamente exagerada de queijo brie processado e salsinha, para dar uma cor bonita.

E a salada. Folhas verdes e roxas de todos os tipos, carinhosamente rasgadas, lindas sobre o prato. E derramado nas folhas, mais um pouquinho de azeite de oliva. Na travessinha ao lado, o molho italiano que, com algum esforço, consegui fazer.

Uma garrafa resfriada de vinho branco, outra de vinho tinto – se for o caso. E uma jarra de água com folhas de hortelã, que coloquei ontem.

Na geladeira, está a mousse para a sobremesa.

A mesa, por sua vez, é uma pequena obra de arte. A toalha de renda branca, meus pratos brancos mais elegantes, talheres num brilho só, um arranjo de flores que encomendei para o evento, a vela pronta a ser acesa. Uma beleza, tudo.

Agora é só esperar. Ela disse que chegaria às nove horas, e acho que a noite promete.

*****

Um pouco antes das nove, os pratos já no fogão, ela me telefona: teve um imprevisto e não poderá vir. Outra hora conversamos melhor, não posso falar agora, ela diz – e desliga.

Um imprevisto,foi o que ela disse. Talvez sim, talvez não.

*****

Em minutos, os pratos estarão prontos. Abro a garrafa de vinho branco e espero; daqui a pouco, vou jantar sozinho este banquete lindo.

Ela não sabe o que está perdendo.


Outros Contos


ARGANAZES

LADY MADONNA

DANÇAR A DANÇA INVISÍVEL

QUANDO VOCÊ ME DEIXOU, MEU BEM

OS DIAS LONGOS

A PRIMA JULIANA

DESAMOR

CENA PEQUENA

ESCOLHER O SORRISO

AS FLORES DE MARÍLIA

SINA

O SENHOR LUGAR COMUM VAI VOTAR

DEPOIS DO NATAL

O HORROR

RESPEITÁVEL PÚBLICO

AS QUATRO

O CONTO AO VIVO

A NETA DA DESQUITADA

MONTEVIDÉU

SETE DE MARÇO

 

 

 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais