AS EXPLICAÇÕES DO ESTUPRADOR

Ela provocou.
Ela estava usando uma saia muito curta.
Ela estava usando uma saia vermelha.
Ela estava usando uma saia muito justa.
Ela estava usando uma saia azul.
Ela estava usando uma blusa transparente.
Ela estava usando uma sandália dourada.
Ela estava usando uma blusa meio decotada.
Ela estava usando uma blusa fechada que me deixou louco.
Ela provocou.
Ela é uma vagabunda.
Ela me deu bola.
Ela não me deu bola.
Ela fingiu que não me deu bola.
Ela me deu bola e depois tirou o time.
Ela dança de um jeito.
Ela ri de um jeito.
Ela se veste de um jeito.
Ela caminha de um jeito.
Ela me olhou de um jeito.
Ela provocou.
Ela riu para mim.
Ela olha e a gente vê que ela tá pedindo.
Ela tava sozinha, de noite.
Ela tava sozinha, na rua.
Ela tava sozinha.
Ela devia estar em casa naquela hora.
Ela provocou.
Ela veio com um papinho pra cima de mim.
Ela disse que não queria, mas queria.
Ela não disse que não.
Ela sai com todo mundo.
Ela não se dá o respeito.
Ela que começou.
Ela estava querendo.
Ela bem que gostou.
Ela provocou.
Ela é mulher.
Ela, sempre ela.

Ela.

A culpa é dela.


Outros Contos


JANICE QUANDO CHEGOU

PROGRAMA DE BEM ESTAR

A AMIZADE

TODAS AS HISTÓRIAS DÃO UM LIVRO

WALDISNEY II

A SUPER LUA

A FESTA DE NÃO MORRER

Ô, GOSTOSA!

AINDA GILDA

NICOLAU

LADY MADONNA

UM CARRAU AUTÊNTICO

(NA IMAGINAÇÃO)

ALI, LOGO AO LADO, AGORA

AMOR NÃO RIMA COM BAR

CENA DE CINEMA

O AUMENTO (versão 3)

ELE NÃO CHOROU

AS TEIMOSIAS

O VENDEDOR DE PEDRAS

 

 

 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais