Mural de Recados
 

Henrique,

Me lembrei que você me contou sobre ter escrito este conto em uma das suas visitas aqui no Olé. Li e gostei, ficou muito legal. Parabens meu amigo.

Abs

Ivo -

Ivo!

Já escrevi (ou no mínimo pensei) alguns contos no teu restaurante – e certamente ainda vou escrever outros tantos.

O abraço,


Henrique
_________________________


Querido amigo,

A cada vez que leio "A História", e já foram muitas, me emociono porque vejo claramente a cena...

Cabe a mim dar continuidade ao projeto de voces e contar contigo esta história...talvez as duas...

Grande abraço

Zeca Feltes Jr -

Zeca.

Bom que, através da literatura, a gente às vezes pode dizer o quanto gosta das pessoas.

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique...

Gostaria que me desse uma pequena ajuda.

Eu quero muito mostrar as minhas histórias para alguém que entenda, como você.

Vivo contando-as para meus amigos e colegas de escola,e eles dizem que é para mim mostrá-las à algum escritor ou levá-las à uma Editora.

Mas não sou confiante quando o assunto é levar meus trabalhos em tal lugar para editá-las.

Primeiro,desejo ter uma conversa com pessoas desse ramo,escritores.

Então,a ajuda que pesso,será o que você me sugerir.

Abraços, até mais.

Luiza Alves -

Oi, Luiza.

Um escritor precisa de ´cúmplices´. Duas ou três pessoas que leiam seus textos antes da publicação e que digam dele o que for necessário. Não há necessidade, no entanto, que estes ´cúmplices´ sejam escritores – precisam, sim, ser bons leitores. Outra coisa: não se deve ter pressa em publicar – um texto normalmente não está pronto em sua primeira versão. Por fim, a melhor sugestão: ler bastante. Para mim, quem quer escrever bem precisa ler bem...

O abraço,


Henrique
_________________________


Novo Hamburgo está de parabéns. Uma biblioteca é um grande presente e a escolha do teu nome mostra o reconhecimento pelo teu trabalho como escritor. Infelizmente as bibliotecas escolares estão fechadas em muitas escolas estaduais, inclusive na minha.

Geni Oliveira -

Oi, Cristiane.

Coisa boa ler isso!... Bom ter contribuído, de alguma forma, para que descobrisses o prazer de ler – prazer, este, que certamente manténs ainda hoje...

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá Henrique,

O seu Livro Pedro Bruxo, foi o primeiro livro que eu Li, acho que eu estava na 5º ou 6ª série e com certeza foi a partir do seu livro que descobri o prazer de ler.

Um Grande Abraço

Cristiane Freitas -

Oi, Cristiane.

Coisa boa ler isso!... Bom ter contribuído, de alguma forma, para que descobrisses o prazer de ler – prazer, este, que certamente manténs ainda hoje...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique parabenizo a comunidade do Kephas pela iniciativa de criar uma biblioteca comunitária e a você pela homenagem recebida. Nada mais justo!

Sandra Amorim -

Oi, Sandra.

Tomara a Biblioteca Comunitária do Kephas seja a primeira de muitas. Não é difícil torná-las realidade: o mais importante é arregaçar as mangas e fazer.

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá Henrique, td bem?

Sou Cátia, de Sapiranga. Gosto muito do seu trabalho. Que jóia que agora os contos estarão reunidos aqui, nesse maravilhoso espaço.

Parabéns e sucesso sempre.

Achei o máximo!!

Cátia Fernanda -

Oi, Catia.

Pois é, a página está sendo uma belíssima forma de ampliar a divulgação desta causa tão importante – a literatura.

Obrigado pelas palavras e força.


Henrique
_________________________


Henrique foi com grande satisfação que recebi http://www.henriqueschneider.com

- Como advogado sempre te admirei, mas como escritor foi uma surpreza muito agradável e feliz, dos quais muitos me levaram as lágrimas atrapalhando a leitura, mas persisti.

Sabes que não tenho partido político, mas tenha uma alma ou espírito. como queiras, muito semelhante ao teu e em teus contos, aprofundou-se esta certeza.

Muito obrigado por teres te lembrado do amigo. Um grande abraço
IVON (Dr.Andreoli)

IVON DE MACEDO ANDREOLI -

Doutor Andreoli.

Obrigado pelo carinho da tua manifestação. A literatura faz esta mágica, às vezes: emoção que aflora, indignação que surge, risada que explode. E as histórias que escrevo são, em grande parte, histórias próximas de cada um...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique, I didn’t know you are writer. I liked a lot. Congratulations my friend!

A hug!

Norbert -

Norberto.

Yes, I´m also a writer .

I´ve published six books and have a weekly column in a newspaper, in which I publish short stories. It´s cool.

And now, working with this personal page. And, in a close future, there will be some stories in englis and in spanish...

Greetings,

PS: thanks for make me practice my english...


Henrique
_________________________


Grande Henrique!!!!

Parabéns mais uma vez pelo seu trabalho!!!

Aqui em Buenos Aires estamos esperando a sua ilustre visita, para mais uma agradável leitura, regada a um bom vinho argentino!!!

Forte abraço,

Luciane Vieira -

Oi, Lu.

E eu estou doido para voltar a Buenos Aires. Pode ser que eu faça uma leitura portenha neste ano – não sei se será na Livraria Fedro ou outro espaço, vamos ver... Mas o programa para depois da leitura já está certo: uma boa conversa, parrilla acompanhada daquelas maravilhas argentinas engarrafadas e o Cristian cantando uns tangos bem verdadeiros...

Abraço para vocês,


Henrique
_________________________


Boa tarde Henrique, eu sou o Estevão, pai dos gêmeos Pedro e Rodrigo e marido da Cristina. Bah, falando tudo isso, acho que não digo nada, mas o pedro e o Rodrigo, meus filhos, são aqueles meninos que minha esposa muitas vezes dá os seus textos dominicais, para que eles façam interpretações. No domingo eu li primeiro que todos o seu texto, e depois, a Cristina recortou e passou para todos aqui em casa. Eu gostei bastante e a turma toda também...


Grande abraço no amigo e ando com saudades de suas leituras, ainda lembro do Gema Brasil, onde eu tb lia alguns poemas naqueles saraus...

Estevão Fontoura Ribeiro -

Pois é, Estevão.

Também estou com saudades dos saraus do espaço cultural Gema Brasil – o povo todo, madrugada adentro, lendo contos, poesia, trechos de romance, cantando, dançando, interpretando textos... Devo recomeçar minhas leituras em breve – e São Leopoldo certamente estará no roteiro...

O abraço, extensivo à Cristina e aos meus leitores gêmeos.


Henrique
_________________________


Henrique,

pra um certo trabalho na escola, alguns professores decidiram usar teus contos. Sempre li coisas de autores de fora e, confesso: quando soube que leríamos sobre um cara daqui, nem "dei bola". Mas quando criei vergonha na cara e fui ler os contos, me surpreendi muito, positivamente. Parabéns pelos excelentes contos que, de certa forma, abriram meus olhos. Não precisa ser de fora do Brasil pra ser bom. Infelizmente muita gente ainda pensa como eu pensava, e quanto a isso eu não posso fazer nada. Mas uma coisa é certa: vou comprar pelo menos um livro teu.

Abraço.

Gilberto Morbach Jr. -

Desculpa a demora na resposta, mas andei meio atrapalhado nos últimos dias. Enfim, antes tarde do que nunca...

Che, gracias e gracias pelas boas palavras a respeito dos meus contos. E a verdade é que temos, no Brasil, uma literatura de primeiríssima linha – muitas vezes, quem sabe, esperando ser descoberta... Bom que a descobriste – e que passas, a partir de agora, a espalhar a boa qualidade de literatura brasileira.

O abraço do


Henrique
_________________________


Olá Henrique!

Sempre que possível, leio seus contos, e muitas vezes, de alguma forma, acabo me identificando com pelo menos uma pequena frase citada. Hj, ao ler o conto " Presente ", me emocionei, e cheguei às lagrimas. O conto da criança, que queria apenas presentear sua mãe ( já falecida ), toca fundo ao coração, e evidencia as emoções.

Aproveitando... parabéns pelo site, e sobre a biblioteca em sua homenagem; sucesso.

Abraço forte.

Enida de Oliveira -

Oi, Enida.

A verdade é que também gostei do “Presente”. E mais: esta pequena história aconteceu na vida real, quase do mesmo jeito como a contei no jornal. Não foi comigo – mas me emociono cada vez que penso neste menino que nem conheço. Tanta a dor neste presente, tanta a dor.

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá, amigo Henrique.
Parabéns pelo apoio aos moradores do Kephas.
Essas ações de cidadania demonstram que fazer é uma questão de disposição.
Um abraço ao jovem presidente da ACK, Junior Benites do Rosário, um exemplo positivo para outros tantos jovens.

George Arrienti -

Salve, George.

Pois é, meu amigo. Ando que não me aguento de orgulho com a Biblioteca Comunitária. A rapaziada do Kephas está se puxando, a biblioteca super organizada, cada um doando um pouquinho de si. Uma pequena maravilha instalada na rua dos Garis, 72 – e sempre aceitando doações de bons livros...

Aliás, a Biblioteca do Kephas bem que pode servir de exemplo para outras iniciativas parecidas. Que achas?

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá Henrique
Nada mais merecido que teu nome em uma Biblioteca!! Também sou adepta da criação de mais bibliotecas comunitárias pela cidade, quem sabe vamos juntar as forças....

Grande abraço

Maria Denise M Konarzewski -

Oi, Denise!

Estou pronto para juntar forças no sentido de serem criadas mais bibliotecas comunitárias. Vendo o trabalho do pessoal do Kephas, com tão poucos recursos, me dei conta de que entre uma grande idéia e uma grande obra há um monte de boas mangas arregaçadas.

Aquela frase do Jean Cocteau se aplica bem ao caso: “ele não sabia que era impossível. Foi lá e fez.”

O abraço,


Henrique
_________________________


Muchas felicidades por la biblioteca popular! Eso vale más que cualquier logro, de verdad. Abrazo enorme. Gus.

Gus nielsen -

Grande Gustavo!

E quando vais deixar tua Buenos Aires por uns dias e conhecer esta biblioteca popular de meus carinhos?

Abraço sempre,


Henrique
_________________________


Oi Henrique, adorei o novo conto, é bem por ai, a garotada hoje em dia ta ditando as regras.bj

Angelita -

Angelita:

Não sei se sempre conseguem ditar as regras. Mas que tentam, lá isso tentam...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique

Muito bom o conto "Infância Moderna"! Me deixou feliz por perceber que a Jujú "ainda" pede chocolates e acredita no coelhinho.

A propósito, ela tá aqui do meu lado, querendo saber o que "tu tá fazendo na tela do meu computador". Santa inocência...

Abraço do Rafa e beijo da Jujú

Rafael de Lima Argimon -

Rafa.

Mas não te alegra demais: na Páscoa que vem ela já deve estar pedindo o tal do Playstation. Difícil vai ser ela conseguir tirar o joguinho das mãos do pai!...

O abraço,


Henrique
_________________________


Prezado Sr. Henrique!
A Direção do Colégio Santa Teresinha de Campo Bom gostaria de convidá-lo para participar como "Convidado de Honra" da cerimônia de inauguração da Nova Biblioteca Escolar e Comunitária, no dia 28 de abril,no recinto escolar, com início às 19h30min.
A nova Biblioteca está localizada na área de acesso central do Colégio, em novo ambiente, novos móveis e equipamentos informatizados como "leitor digital", TV LCD, e computadores "touch screen".
Outros escritores como o Prof. Osvino Toilier também estão convidados e haverá possibilidade da venda de livros.
Gostaríamos de poder contar com a sua presença, neste momento em que reuniremos literatura e educação, num ambiente especial, para fortalecermos os pilares de uma sociedade mais humanizada.
Saudações:
Mara Braum / Secretária
Colégio Santa Teresinha - Campo Bom
Fone 3597-1215

Mara Braum -

Prezada professora Mara.

Fico muito feliz com o convite, e mais ainda com a inauguração da nova biblioteca do Colégio Santa Teresinha. Infelizmente, no entanto, não poderei estar presente, em razão de uma oficina literária que começarei a ministrar para a Apcef/RS – justamente na mesma data. De qualquer modo, sou sempre parceiro. Afinal - ´roubando´ tuas palavras - cultura e educação servem para fortalecer os pilares de uma sociedade mais humanizada.

O abraço,


Henrique
_________________________


Sensacional esto de abrir el correo y "encontrarte" y,lógico, ya salir leyendote!

Ana -

Oi, Ana.

E a página deve ter novidades em breve – inclusive alguns contos em espanhol...

O abraço,


Henrique
_________________________


Pois é! Acho que por você ser um escritor,deve gostar de Teatro. O meu curso de Teatro começou a alguns dias. Faço ao lado do Centro de Cultura. Eu não via a hora de recomeçar. Ano passado,meu grupo e eu apresentamos 2 enquetes,peças pequenas. Foi muito bom. Agora esse ano,estamos estudando que peça será. E dia 13 de março,num domingo,minha mãe e eu fomos assistir "Como agarrar um marido antes dos 40". Era a estreia do gurpo,aqui em NH. Que paça,hem! Deu pra rir e admirar muito. No mais,é isso.

Um grande abraço.

Luiza Alves -

Oi, Luiza.

Gosto, sim, de teatro. Muito. Na verdade, acho que as manifestações culturais não devem ser estanques. Literatura deve se misturar com o teatro, que deve se misturar com a música, que deve se misturar com o cinema e por aí adiante...

O abraço,


Henrique
_________________________


Grande Henrique

Sou fã de suas obras. Há muito tempo procuro na internet um meio de me comunicar contigo e manifestar minha satisfação ao ler seus livros, contos, etc...

Achei a idéia do site muito boa... realmente estava fazendo falta...

Sou alegretense e faz algum tempo em que o vi em uma feira do livro aqui na cidade... desde lá acompanho seu trabalho.

Parabens pelo site e obrigado por nos brindar com suas histórias "viciantes".

Grande abraço!

Afonso Guedes -

Salve, Afonso!

Estive no Alegrete – terra do meu amigo Alcy Cheuiche e da professora Marlene Feijó – três ou quatro vezes, para eventos literários - inclusive dois enormes seminários sobre literatura gaúcha organizados pelo professor Glenio Fahrion. Sempre fica a vontade de voltar. Mas, quanto à página: ela está aí, cumprindo o seu papel de ser nova ponte entre autor e leitor.

E histórias ´viciantes”? Gostei dessa: que a literatura seja vício!...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique,

Parabéns! Tua página tá ótima, agora vou poder estar mais "perto" por assim dizer.

Não pude ir no dia do lançamento, mas adorei e estou acompanhando de perto todos os detalhes.

Adorei e estou "fuxicando" em todos os links.

Sucesso e obrigada por nos fazer viajar com suas histórias.

Até breve,

Lucieli Maciel -

Oi, Luciéli.

Pois é, o lançamento da página estava muito bacana. Mais de cento e vinte pessoas por lá – e a festa terminou ao redor das três da manhã. O Camaleão – espaço onde o evento aconteceu – é um lugar que deve ser bem acarinhado pela comunidade cultural, para que continue sempre e cada vez mais....

E grato pela boa leitura.

O abraço,


Henrique
_________________________


Tenho várias histórias romanticas inacabadas. Às vezes,começo 3 de uma vez só! Isso,sinceramente atrapalha um pouco,mas consigo sempre me sair bem. Acabei à poucos dias um suspense. Essa história foi a primeira que concluí em uma semana. É menor que as outras,fiz em tamanho de longa metragem. Mas puxa... esqueci de parabenizar o novo site! Muito bom, assim seus amigos, fãs, colegas e eu, ficamos mais perto de vc. Abraço

Luiza Alves -

Oi, Luiza.

Obrigado pelas boas palavras a respeito da página. Acho que ela está legal, mas ainda deve ter alguns melhoramentos. E segue escrevendo – daqui a pouco vamos ser colegas...

O abraço,



Henrique
_________________________


Caro Henrique:

Pois,a literatura nos aproxima, o escritor e o leitor.

Sentimentos,idéias,perspectivas,loucuras... tudo em palavras,basta escolhê-lhas convenientemente e, são poucos, que o fazem da forma como o fazes.

Agora posso reler, recordar, num click!

Agradeço por disponibilizares no teu site essa oportunidade.

Parabéns

Ivanio Fernaandes Habkost -

Fala, Ivânio.

É paradoxal – este instrumento da modernidade rápida (a página da internet), destes tempos tão descartáveis, tem justamente a intenção de dar um pouco mais de perenidade aos pequenos contos que publico em jornal. Sabe aquela idéia de que o jornal de ontem hoje serve para embrulhar peixe? Pois é: a página dá esta possibilidade mais fácil do reler, do recordar. Uns poucos cliques e chegamos lá.

O abraço,


Henrique
_________________________


Mas é claro que sim!Continuo escrevendo muito e tendo boas ideias.No momento,escrevo uma história de amor.Exige bastante calma e desempenho,pois trata-se de uma obsessão da personagem principal.Pena eu não poder contar toda a história,mas quando eu conseguir,enviarei uma de minhas obras para vc analisar.Tenho uma professora que conhece o sr.,Nícias é o nome dela,professora de Literatura e L.Portuguesa...No mais,mando novamente um abraço.Agradeço pela resposta,fico Lisonjeada!

Abraços

Luiza Alves -

Oi, Luiza.

Conheço a Nicias, sim.

E histórias de amor são sempre difíceis de contar.

Mas se engana quem pensa que literatura é algo fácil. Não é e nem deve ser. Precisa, como dizes, muita calma e desempenho....

O abraço,


Henrique
_________________________


Grande Henrique

Parabéns pelo site !! Muito legal !!

Porque ainda não podemos comprar teus
livros pelo site?

Abração

Zeca Feltes Jr. -

Valeu, Zeca! Mas a verdade é que mesmo fora da página eles não vendem grande coisa!...

O abraço,


Henrique
_________________________


Pois é Henrique!

Nos rendemos ao mundo virtual e ao avanço da tecnologia...
Sempre tive preferência ao papel e a caneta,principalmente para as cartas de amor e de amigos, pois percorriam um trajeto pelo mundo, passavam por várias mãos e adquiriam uma energia indispensável do universo até chegarem a seu destino e quando o destinatário abria, exalava o perfume e a força de todo esse processo...

Sempre preferí as fotografias reveladas...as virtuais me parecem sem alma e sem vida...

E assim, o sentimento é o mesmo em relação aos livros.Acho que meus sentires são concentrados nas pontas dos dedos,coisa da nossa geração para trás.Mas é pra frente que se anda, então vamos nessa e quando não resistimos, vemos que não é tão ruim assim...

É como banho no inverno:a gente custa a querer entrar mas depois não quer mais sair...hahahaha

Tudo isso só pra dizer que não importa como ou com o que a arte, a literatura se manifesta,o que não podem é ter pudores ou resistencias,devem procurar e impor seus espaços, seja onde ou como for , isso é imprecindível.Deve-se ter coragem e ousadia...e é exatamente o que estás tendo Henrique!PARABÉNS!!!Sejam em páginas de papel que amarelam com o tempo ou em páginas virtuais que ficarão na memória ram para sempre, tu és sem dúvida um grande talento!A pessoa mais meiga,suave e humilde que conheço enquanto celebridade (como já citaram aqui)( se minha leitura a cerca de ti estiver errada, então tu representa tão bem quanto escreve...hahahahahha)
A página está muito legal!!!

Ps.1 Não pude estar presente no dia da luz, mas estive no dia do apagão então tenho alguns anos de perdão né?

Ps.2 Desculpe aí, mas me impolgo quando começo a escrever e acabou que o que era pra ser um comentário ou um diálogo (porque diz: converse com o autor) acabou se tranformando em um monólogo...hahahahahh

Perdão! Mas sou assim mesmo exagerada!!!!Mas pode ter certeza:intensa e sincera...

Bjus

Gisa... -

Oi, Giza!

Quero te dizer que partilho deste gosto necessário pelo papel e a caneta. Aliás, ainda os utilizo seguidamente para escrever. A rigor, corrijo muito os meus textos em papel (e depois os guardo em alguma gaveta ou escaninho). Estar na internet não significa deixar de lado o papel e a caneta. Significa apenas a utilização de mais um instrumento – no qual, aliás, se podem escrever longas e belas cartas eletrônicas, como a tua.

O abraço,


Henrique
_________________________


Linda noche de presentación de la página y dígase de pasaje, la página en si. Felicitaciones a todo el equipo pues este lugar a quedado con tu cara, mismo!

Sentimos la falta de Clarice.

Un abrazo (de muchos brazos)

Ana -

Ana,

mas a Clarice estava lá!!!

o Abraço,


Henrique
_________________________


Henrique,

Parabéns e sucesso com a página!!!

Cada vez que te escuto fico mais impressionada pelo poder das palavras, é lindo!!! Estou encantada, não era muito o meu mundo ler contos, mas tu conquistaste uma fã.

Até a próxima.

Rosani dos Santos (Rosi) -

Oi, Rosi.

Acho que a literatura precisa estar em contato com as outras formas de arte. As pontes são necessárias. Com a leitura dos contos, busco um pouquinho destas pontes – às vezes, dá certo...

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá!!!!

Parabéns, por mais esta conquista na caminhada evolutiva de sua vida!!!!

Senti falta de fotos e comentários de suas leituras no auditório da Fundação...que foi um sucesso!!!

Um grande abraço,

Simone Schemes -

Oi, Simone.

Na verdade, a leitura e o papo com a garotada da Fase foram bem importantes, dentro da necessária lógica de fazer com que a literatura saia dos seus espaços comuns de conforto. Mas a verdade é que não tenho fotos da leitura – e não sei se é possível obtê-las com a Fundação.

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique, querido amigo!

Fiquei muito feliz em ver mais uma de tuas iniciativas culturais, muito necessárias no país e no mundo.

Parabéns por cumprires de forma tão dedicada tua missão de vida e valorizares um dos vários talentos que trouxeste na bagagem para esta jornada. Isso é viver por inteiro e intensamente...

Conte sempre com minha amizade e admiração.

Abração!


César Bressane -

Grande Cesar!

Obrigado pelas quase exageradas palavras!... Na verdade, escrever é necessário para mim. E se eu conseguir compartir isso com um número grande de pessoas, tanto melhor...


Henrique
_________________________


Hola Henrique!

Já estás adicionado na minha lista de "favoritos".

Beijo, Verinha

Vera Martins -

Oi, Verinha.

Valeu por adicionar-me aos ´favoritos”. E aparece nas leituras...

O abraço,


Henrique
_________________________


Então tá. Nesta sexta... Desejo ao amigo luz... MUITA LUZ!!!!


joel garcia -

Joel,

Vamos ver se a AESSul também deseja!

O abraço,


Henrique
_________________________


Felicitaciones en el lanzamiento de la página!!! Pero lancen sólo la página, no todo el alcohol que tomen esa noche!!!!!!


Gus Nielsen -

Che Gustavo!

Gracias pelas palavras! Pode deixar: cuidamos com o lançamento. E daqui a pouco, teremos alguns contos da página em espanhol (inclusive com a tua tradução).

E o teu próximo livro, quando sai?

O abraço,


Henrique
_________________________


Querido amigo!

Parabéns pelo site!

Inserir a literatura no mundo virtual é uma maneira de aproximá-la de inúmeros leitores!

Um abraço carinhoso

SANDRA MONTEIRO -

Oi, Sandra.

Pois é: a internet é maneira de democratizar a literatura. E, como sabes, a literatura é uma das minhas crenças...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique,

Nem sei escrever sobre a felicidade de ver você assim tão próximo de seus leitores e admiradores.

Enfim, aqui é o grande espaço para aperitivos de entrada em sua literatura tão forte e impressionante a cada linha.

Persistência é a palavra que me persegue agora.

Sorte!

Marisa Moura -

Marisa:

É isso: persistência é palavra-chave para os escritores que, como eu, estão distantes dos grandes centros editoriais. É preciso trabalhar dobrado para conseguir as coisas (e o que é conseguir? O que são estas coisas?) . Mas estamos aí, sempre tentando. A causa é a literatura, sempre.

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá Henrique, acredito que lembre de mim!Na feira do livro de NH,do ano passado,você e mais alguns outros autores,estavam no Centro de Cultura Municipal dando uma palestra muuuito interessante.No final,eu subi ao palco e falei com você.Disse que eu escrevia histórias.Você me atendeu super bem e até me passou um e-mail seu!

Espero que lembre de mim!

Beijo e um abraço...

Luiza Alves -

Oi, Luiza.

Lembro de ti, sim. Conversamos no dia em que fui o mediador de um papo com Rejane Zilles, Simone Saueressig, Rogério Pereira e Luiz Ruffato (um dos maiores escritores brasileiros da atual geração, sempre vale a pena lê-lo). E tu, segues escrevendo histórias?

O abraço,


Henrique
_________________________


Amigão,

Não resisti e vim aqui dar uma navegada em mais este escaninho cultural.
Ficou bom demais, à altura da tua obra.

Nos vemos dia 26 no Camaleão.

Parabéns!

Cleo Oliveira -

Grande Cléo.

“Escaninho cultural” – gostei da expressão. Mas a página deve servir justamente para aquilo que considero essencial: fazer a literatura sair das bibliotecas, dos congressos literários, das salas de aula, dos próprios escaninhos,e ganhar as ruas. Afinal, literatura pode ser assunto cotidiano, estar no meio das conversas das pessoas...

E a tua página, quando sai?

O abraço,


Henrique
_________________________


Aqui quem fala é seu filho e sinto orgulho de primeiramente dizer que este site ficou com a sua cara, ou seja, simples e de uma forma geral completa e depois de ser seu filho um beijo daquele que te incomoda, mas te ama.

Felipe Schneider -

Ô, que mensagem cerimoniosa! Quem não te conhece, compra como sério!... Mas fica tranqüilo: tu incomodas cada vez menos. E eu também te amo...

Beijo,


Pai
_________________________


Caro Henrique, ao abrir este espaço na grande rede você me respondeu uma pergunta que eu fizera a mim mesmo: "Como os escritores mais novos poderiam tornar pública suas obras,se está quase impossível lançar algo da maneira mais antiga?"

Abraços de um grande fã seu.


LTR -

Prezado “LTR”,

Acho que o escritor precisa, de alguma forma, estabelecer-se como uma espécie de ´multimídia”. A página funciona nesse sentido – amplia o universo das possibilidades. Mas ela estará funcionando mesmo – isto é, atingindo seus objetivos plenos – se @ leitor@ não parar nela, se ele seguir adiante. Ou seja: que ela funcione como uma espécie de ´aperitivo”, para os meus livros (deixa eu puxar a brasa para o meu assado) e para a literatura em geral.

O abraço,


Henrique
_________________________


Ae Pai!

parabéns pela inovação na carreira e pelo reconhecimento que tens obtido pelo teu talento e dedicação.

Te amo meu véio!

Pedro Schneider -

Pedro!

Opa, primeira declaração de amor na página!... E o melhor é que reconhecimento do teu trabalho como músico também já está chegando. Também te amo, “meu véio”!

Beijo,


Pai
_________________________


Parabéns meu bruxo!

Muito me orgulho dos teus movimentos culturais teu site ta muito legal,grande

abraço


Eduardo Rick Martins -

Salve, Edu!

Gracias pelas boas palavras a respeito da página. Mas, a bem da verdade, acho que estão faltando mais ´movimentos culturais´ pela região... Não achas?

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique

Já adicionei sua página a "meus favoritos", assim poderei, aqui no interior, acompanhar seus contos.
Parabéns pelo site, sucesso e um grande e forte abraço,

do amigo

Mario - Cruz Alta - RS

Mario Rogerio Sessegolo -

E aí, Mario!

Obrigado pelo abraço. Vindo da terra do Érico Veríssimo, tem valor ainda mais especial... E quem sabe, neste ano, eu não faça uma leitura dos meus contos em Cruz Alta?

O abraço do


Henrique
_________________________


Henrique

Parabéns! Sucesso!

Abraços da familia TWIN Video.

TWIN VIDEO -

“Família” Twin:

Obrigado pela mensagem carinhosa. E espero que mantenham a leitura – toda a semana, a página terá uma novidade...

O abraço,


Henrique
_________________________


Oba,finalmente vou poder acompanhar o meu escritor preferido mais de perto.Que legal essa história de site,agora sem sair de casa eu posso ficar por dentro das novidades e até bater um papinho contigo.

Olha só,essa semana me deu uma vontade de reler A Segunda Pessoa,aí eu fui na biblioteca pública e peguei emprestado.Resultado:cada vez que eu leio descubro algo novo que havia me passado despercebido,to começando a concordar contigo nessa coisa de o leitor construir boa parte do livro.Há,deixa eu dar minha opinião sobre o personagem principal,andei analisando e achei ele muito perdido na vida;parece que o casamento era um alicerce pra ele não mudar nada em si;como se ele fosse um covarde e tivesse medo de mudanças bruscas,enfim,um medroso tal como o Nicolau do O Grito dos Mudos.

Acho que é disso que gosto nos teus livros,teus personagens são frágeis e possuem incertezas como todo mundo,sinto-os como seres de carne e osso igual a mim.Fiquei sabendo que vai relançar A Segunda Pessoa por outra editora,boa sorte de coração.
Bem amigo,era isso até mais vezes.

Abraço da sempre fã e leitora Lucilene(aquela que mata aula pra ir a feira do livro e que naum perde a oportunidade de assistir às leituras).

Lucilene Guimarães Athaide -

Oi, Lucilene!

Pois é, agora estamos modernos, cheios de página na internet e coisa e tal... E quanto ao que disseste, acho que esta é uma das grandes maravilhas da literatura: ela pode ser sempre um novo descobrimento. Eu costumo dizer que a literatura é ponto de partida, nunca de chegada. E que bom que seja assim, que a história de cada um construa um pouco do livro que se está lendo. Tá na mão de quem escreve e no olhar de quem lê. Enfim, vamos conversando.

E o teu livro, quando sai?

Abraço,


Henrique
_________________________


Henrique!

O Site ficou maravilhoso. É a cultura cada vez mais próxima das pessoas.
Parabéns!!!

Maria Regina Wingert Abel -

Oi, Regina.

Obrigado. E acho que a cultura deve se aproximar muito mais das pessoas – e nem é tão difícil assim...

O abraço,


Henrique
_________________________


Henrique!

Sou teu leitor assíduo no Jornal NH e agora não vou perder um conto. Parabéns pelo teu trabalho e pelo site!

Abraço!

Pedrinho Goulart -

Valeu, Pedrinho!

Os contos do jornal estarão publicados na página semanalmente.

O abraço,


Henrique
_________________________


Parabéns pela novidade!

A página ficou muito bacana. Agora eu "te considero" também no mundo virtual...

Abraço do Rafa


Rafael de Lima Argimon -

Gracias, Rafa.

Também ´te considero”...

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá Henrique, parabéns por mais esta iniciativa no sentido de aproximar-se de tues leitores.

abraço.

Gladis -

Obrigado, Gladis.

E tomara a página seja um incentivo não apenas à leitura do que escrevo, mas da leitura como um todo.

O abraço,

Henrique
_________________________


Olá meu amigo

"Feliz-Cidade..."

Este é o sentimento que me avassala sempre que vejo conterrâneos fazendo luz sobre a ribalta da cidade.
Parabéns, por ora.

O resto vai pessoalmente!


Joel Garcia -

Grande Joel!

Gracias pelas boas palavras. Acho que a página ficou bem bonita, mas ainda vai ser aperfeiçoada. Aliás, a casa está aceitando sugestões.

O abraço,


Henrique
_________________________


Querido Amigo, parabéns pelo site.

Ficou maravilhoso, e é muito bom ter acesso a toda tua história literária.

Um grande abraço.

Jeane Blankenheim -

Oi, Jeane.

Grato pelas carinhosas palavras. E não deixa de acessar a página regularmente, porque ela vai ser atualizada a cada semana.

O abraço,


Henrique
_________________________


Parabéns por mais mais essa iniciativa de aproximação com teus leitores. Isso torna a literatura ainda mais presente e viva em nossas vidas.

Abraço!

Sugestão: Link da comunidade que criei no orkut.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92588680


Juliana Bohn -

Oi, Juliana.

É isso: a literatura não se faz apenas nas páginas dos livros. Toda a possibilidade de popularização da palavra vale a pena. Por isso, esta página. Tomara ela seja de valia (e será).

O abraço,


Henrique
_________________________


Que bom termos uma página desse autor, que não gosta(va) muito de ser celebridade, mas é!

Ah! Enão poderiam faltar os tênis All Star, que é uma marca da caminhada do Henrique. Nossa! Já estou poetizando: os tênis de solas finas, simples, baixos, cloridos!

Parabéns! Muito sucesso. Beijos no coração.

Gizele Toreti -

Oi, Gizele!

Boa, esta brincadeira da celebridade!...e os tênis estão mesmo aí, participando do jogo (tenho uma coleçãozinha deles). E gracias, sempre, pela carinhosa leitura.

O abraço,


Henrique
_________________________


Olá, Henrique.

Bom saber que aderiste ao mundo cibernético. Parabéns!

Espero tua visita no meu blog: www.georgearrienti.blogspot.com

Até sexta no Camaleão.

Abraço.

George Arrienti -

Salve, George, colega da literatura.

É isso aí, estamos no mundo cibernético. Eu te confesso que um pouco desajeitado, entrando neste universo pós-moderno sem saber bem o que é moderno, mas enfim... é uma ferramenta maravilhosa na democratização da palavra e da leitura. Então, vamos lá.

O abraço,


Henrique
_________________________


O Henrique e sua equipe estão de parabéns. Achei o site muito legal!

Gustavo Comanchi -

Salve, Gustavo! Obrigado pelo reconhecimento!

O Abraço!


Henrique
_________________________


Oi Henrique! Parabéns pela página na Internet!!! Ficou muito legal... Fica mais fácil de ter acesso aos contos agora.

Fernanda Bassani -

Valeu, Fernanda! Conto com os teus acessos...

O Abraço!


Henrique
_________________________

 


Henrique Schneider conversa com o público na 25ª Feira do Livro de Guaíba


Novo livro: Infanto-juvenil é o desafio de Henrique Schneider no início de 2014