Metade da população brasileira pode ser considerada leitora, aponta pesquisa
Mesmo estudo também aponta que jovens formam maior percentual de leitores e que preço não parece dificultar acesso.
   
Nesta semana, a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada pelo Instituto Pró-Livro, apontou que 50% da população do país pode ser considerada leitora – ou seja, leu pelo menos um livro nos últimos três meses.

O estudo também esclarece em qual faixa etária está o maior percentual
de leitores na população está entre os jovens: dos cinco anos até os 24, o índice é maior do que os não leitores. Por exemplo, na faixa de 14 a 17 anos, estão 14% do total de leitores e 5% dos não leitores; já entre 50 e 69 anos, estão 23% dos não leitores e 12% da população que lê.

PREÇO - Os entrevistados da classe A responderam ter lido, em média, 3,6 livros nos últimos meses, enquanto os da classe C leram 1,79 e da D/E , 0,99. O preço do livro, no entanto, não pareceu dificultar a leitura – o fator foi a justificativa de apenas 4% daqueles que não leram nenhum livro nos últimos três meses . A razão apresentada com mais frequência foi a falta de tempo – a resposta de 53% dos entrevistados. Desinteresse foi citado por 30%.

FOTO: ilustrativa / stock.xchng
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais