Henrique Schneider lê contos em Punta del Diablo, onde “Contramão” termina
Escritor vai ler 12 de seus contos, em espanhol, na cidade litorânea que foi cenário de um de seus romances.
   
No mar de Punta Del Diablo, no Uruguai, os turistas dividem espaço com pescadores e tartarugas marinhas. O local carrega “um astral que poucas vezes se encontra em outros lugares”, como define Henrique Schneider, e neste sábado, dia 28, o escritor realiza uma leitura de contos lá.
“É uma praia de minha predileção, que conheço e frequento desde 1997”, conta Schneider. “Além disso, é em Punta del Diablo que termina a história do meu livro Contramão.”

Leia mais sobre Contramão

O evento está marcado para as 20 horas, no Centro Cultural La Guajira. Quem coordena a atividade são Fernando Carrau e o Fito de Ávila, que têm uma expectativa muito boa quando à leitura de doze contos do escritor hamburguense – em espanhol. “Será um evento muito agradável e meio único no local”, projeta Henrique.

Os 12 textos foram traduzidos pela espanhola Sara Carmona Lladó e pelos escritores argentinos Gustavo Nielsen (Premio Clarín 2010) e Leopoldo Brizuela (Premio Alfaguara 2012). Embora seja sua primeira leitura de contos em Punta del Diablo, fazê-la em espanhol não é novidade para o escritor, que já esteve diversas vezes em Montevidéu e Buenos Aires.



FOTOS:
divulgação / Felipe de Oliveira
reprodução / portaldeldiablo
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais