Henrique Schneider será corroteirista do filme inspirado em “Contramão”
Escritor e cineasta escrevem o roteiro e viajarão juntos para que o diretor conheça Punta del Diablo, cenário de parte do livro.
   
A iniciativa de transformar o livro Contramão, de Henrique Schneider, partiu do cineasta paulista Jeferson De. O contrato de cedência dos direitos do livro, por 48 meses, para que Jeferson o roteirize, inclusive, já está assinado. A novidade é que o escritor hamburguense agora participa da produção como corroteirista.
Leia Mais

Jeferson De, de “Bróder”, inicia projeto para transformar “Contramão” em filme

“Estamos num pingue-pongue”, explica Schneider. “Ele escreveu a primeira versão e me mandou; fiz algumas observações e mandei de volta.”

Nos próximos dias, o cineasta virá ao Rio Grande do Sul para que, daqui, os dois partam para Punta del Diablo, no Uruguai, cenário de parte do livro. A intenção é que “ele veja e ‘sinta’ o caminho, os lugares”, conta o autor da obra. “Isso muda alguns conceitos do roteiro, com certeza.”

CONTRAMÃO - Otávio Augusto tem vinte e cinco anos e sua vida está toda planejada. O casamento, a ascensão na empresa, o carro novo, a casa em Miami - tudo com data e hora para acontecer. Mas o seu planejamento não tem lugar para imprevistos. Leia mais sobre o livro no link Livros.
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais