Tom Jobim ganha estátua de bronze na Praia de Ipanema
   
Uma estátua de bronze em homenagem ao maestro e compositor Antonio Carlos Jobim foi inaugurada nesta segunda-feira, 08, na orla da Praia de Ipanema, na altura do Arpoador, zona sul do Rio de Janeiro. O evento contou com a presença de amigos, parentes de Tom Jobim, além de autoridades e da escultora da obra, Christina
Motta. A cerimônia ocorreu no mesmo dia em que o músico morreu, há 20 anos.

A artista plástica Christina Motta informou que recebeu da prefeitura liberdade para escolher o formato da estátua. “Escolhi uma época em que Tom estava no auge e se tornou conhecido em todo o mundo. Então, me baseei em uma foto dele na inauguração de Brasília, em 1961, em que ele estava andando com o violão nas costas, ao lado de Vinícius [de Moraes] no cerrado”, disse a escultora.

Christina salientou que não colocou o maestro de frente para a praia porque a posição seria muito óbvia. “Na instalação de uma escultura, é muito importante o pano de fundo. Queria muito que ele tivesse o mar e o céu atrás. Também penso que, nessa posição, é como se já tivesse tocado seu violão e estivesse indo para casa”, explicou.

Viúva de Tom, Ana Jobim se disse feliz com o tributo. “Uma homenagem é sempre bem-vinda. Esta, em especial, é muito carinhosa, Tom era um menino de Ipanema e costumava vir aqui [Arpoador] para pescar. A estátua ficou muito bonita. Fico feliz que, no dia da inauguração, tenha feito um manhã linda de céu azul", comentou.

Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim era compositor, maestro, pianista, cantor, arranjador e violonista. A revista norete-americana Rolling Stone considerou Tom Jobim o maior expoente de todos os tempos da música popular brasileira.

Foi também um dos criadores e principais forças da bossa nova, além de autor de músicas como Garota de Ipanema e Samba do avião, que se tornaram símbolos do Rio de Janeiro, ganharam reconhecimento e foram regravadas por músicos de todo mundo. Competindo com os Beatles, os Rolling Stones e o cantor Elvis Presley, Tom Jobim ganhou, em 1964, o Grammy de Música do Ano com Garota de Ipanema.

O compositor e maestro morreu em 8 de dezembro de 1994, com 67 anos, em Nova York, vítima de uma parada cardíaca, enquanto lutava contra um câncer.

FONTE: Agência Brasil
FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais