Biblioteca Pública de Igrejinha comemora 41 anos com participação de Henrique Schneider
Escritor fará bate-papo com estudantes e frequentadores do espaço.
   
O município tem 50 anos – e um de seus principais espaços culturais, quase isso. A Biblioteca Pública Municipal Professor Gustavo Adolfo Koetz, de Igrejinha, está completando 41 anos e realiza eventos em três dias nesta semana para comemorar com a população, de segunda a quarta-feira.
“A biblioteca tem apenas 10 anos a menos que a emancipação do município, ou seja, a biblioteca ajudou a desenvolver o povo e a cidade assim como a cidade ajudou no crescimento da biblioteca”, destaca Juliano Müller de Oliveira, coordenador administrativo da Fundação Cultural de Igrejinha.

Entre as atividades que celebram o aniversário, está um bate-papo com o escritor Henrique Schneider na noite de 24 de março, terça-feira, às 19h. “Tratamos de buscar a presença de escritores que combinam bom índice de procura no acervo com a proximidade geográfica de Igrejinha, o que mantém uma identidade cultural semelhante”, explica Oliveira.

O livro de Henrique Schneider mais procurado na biblioteca é Contramão (leia mais sobre o livro aqui). “Trabalhamos a presença do autor para oportunizar o contato pessoal e direto entre o escritor e os leitores, permitindo a troca de papeis entre os estereótipos de fazedor de cultura e consumidor de cultura como conceito fundamental de políticas públicas de livro e leitura.”

Durante os dias de atividades, a programação será voltada aos estudantes da cidade. Durante as noites, aos alunos do Ensino Médio e à comunidade em geral. Conforme Oliveira, além da presença de Schneider, haverá contação de histórias, oficina de fanzines e debates sobre a relação das redes sociais com a literatura (veja abaixo a programação completa).

Olhando para o futuro

Manter uma biblioteca ativa e atrativa por mais de 40 anos certamente não é tarefa fácil. O coordenador administrativo da Fundação Cultural de Igrejinha salienta os desafios do conceito de biblioteconomia em geral e da realidade da biblioteca.

“Partimos da necessidade do livro de papel ser atrativo ao público jovem, já habituado a outras linguagens mais visuais, e trabalhamos com a ideia de não ser uma biblioteca onde se faça silêncio, comprometendo-nos com outras manifestações culturais que façam barulho, onde haja debate, música, canto, teatro, onde a cultura demonstra sua efervescência”, exemplifica, resumindo o trabalho em uma prática de remodelação constante.

Programação do aniversário de 41 anos da Biblioteca Pública de Igrejinha

23 de março, segunda-feira
- Manhã e tarde: contação de histórias por alunos do Instituto Olívia Lahm Hirt
- 19h: debate literário sobre a relação entre as redes sociais da internet e a literatura

24 de março, terça-feira
- Manhã e tarde: oficina de fanzines com Glauber West
- 19h: presença do escritor Henrique Schneider

25 de março,quarta-feira
- Manhã e tarde: contação de histórias por alunos do Instituto Olívia Lahm Hirt

*Com exposição de obras do Projeto Superarte do CRAS de Igrejinha

FOTO: reprodução / fundacaoculturaligrejinha.blogspot.com

> Notícia publicada em 22/03/2015.
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais