Henrique Schneider é homenageado em Feira do Livro
Obra do escritor hamburguense é trabalhada pelos alunos do Colégio São José, de São Leopoldo, durante evento literário.
   
Nunca é demais repetir: literatura é ponto de partida, nunca de chegada. É a mensagem que Henrique Schneider não se cansa de deixar. E é assim, difundindo o hábito de ler, que segue recebendo homenagens. Entre os dias 05 e 09 de julho, sua obra é trabalhada pelos alunos do Colégio São José, na Feira do Livro e Mostra Cultural 2010.

Leia Mais

Conheça o Colégio São José

O evento organizado pela instituição e ensino de São Leopoldo contará com a presença do escritor hamburguense na abertura. “Como sempre digo, o que me anima nessas homenagens, mais do que o orgulho, é claro, é a possibilidade de interagir com públicos que são potenciais leitores”, comemora Schneider.

O Grito dos Mudos e Contramão são os livros trabalhados pelos estudantes leopoldenses, sobre os quais debaterão com o autor. Segundo a professora Cíntia Bauer, coordenadora pedagógica, Henrique Schneider foi escolhido por “ser um reconhecido escritor do Vale do Sinos e o colégio ser de São Leopoldo”.

Programação - A programação da Feira do Livro prevê uma semana cheia de atrações. Destaque para o Soletrando em língua estrangeira. Nos moldes do quadro do programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo, os estudantes mostram seus conhecimentos em espanhol e inglês, além de português.

Tem também o lançamento da obra Coletânea de Mitos e Religião presentes na Mitologia Grega. É no dia 09 de julho, às 18 horas. O trabalho foi produzido pelos alunos da 7ª e 8ª séries, com a coordenação do professor Jaison Paulo Bosa.


FOTO: reprodução / página do Colégio São José
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais