FOTOS: Ao som da Dama do Jazz, começa o Leituras Feevale
Abertura do projeto de Henrique Schneider atraiu mais de 150 pessoas à Fundação Scheffel e teve participação de Ivone Pacheco.
   
Começou a edição 2010 do Leituras Feevale Contos da Vida Breve. Ao som da Dama do Jazz, mais de 150 assistiram a primeira sessão do projeto mantido pelo escritor Henrique Schneider. Foi na última quarta-feira, 21, na Fundação Ernesto Frederico Scheffel. Entre as presenças, o artista que dá nome a casa.
Schneider vira agora uma espécie de "escritor itinerante". De Novo Hamburgo, vai a outras 12 cidades lendo e interpretando ao vivo alguns dos contos que escreve desde 2003 para o jornal ABC Domingo, na coluna Vida Breve. O roteiro prevê passagens por cidades como Belo Horizonte, Florianópolis e Buenos Aires, capital da Argentina, onde a leitura será em espanhol. O projeto é patrocinado pela Universidade Feevale e já está na quarta edição.




Literatura ao som de Jazz


Não é de hoje a vontade de Henrique Schneider ver literatura e música no mesmo palco. Enfim, conseguiu! E quem perdeu a mistura ainda tem mais uma oportunidade: a fundadora do Clube de Jazz Take Five Ivone Pacheco participa do encerramento do Leituras Feevale 2010, em novembro, em Porto Alegre.

Do alto dos seus 77 anos, a Dama do Jazz emocionou quem foi à Fundação Scheffel. Entre um conto e outro, abordando humor, reflexão, uma música. Ao piano ou ao acordeon, não importa. Clássicos jazzistas compõem o repertório da dona Ivone Pacheco. No final da apresentação, ela dividia as atenções com o escritor. Todo mundo queria uma foto dos dois para guardar na memória.
















FOTOS: Felipe de Oliveira
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais