Henrique Schneider leva sua obra a Belo Horizonte
Escritor gaúcho faz sessão do Leituras Feevale Contos da Vida Breve, conversa com leitores e autografa livros.
   
A literatura não tem fronteiras. Quem nunca ouviu falar do ditado? Henrique Schneider leva a sério. Não pára. Neste fim de semana, o escritor gaúcho vai a Belo Horizonte. Os mineiros conferem sua obra no sábado, 18 de setembro, às 11 horas, na livraria Letras e Ponto (Rua Aimorés, 388, Salas 501/502, Funcionários, BH).
Leia Mais

Conheça os contos da Vida Breve

Leituras Feevale 2010: Confira o calendário completo

Schneider conversa com leitores sobre a carreira literária, autografa seus livros e realiza a sexta sessão do Leituras Feevale Contos da Vida Breve 2010. O projeto financiado pela Universidade Feevale (RS) circula pelo Brasil e exterior desde 2007. Está na quarta edição. E se a literatura não tem mesmo fronteiras, esse ano vai até Buenos Aires, onde a leitura será em espanhol.

Um escritor, várias literaturas



Literatura é literatura. Tudo bem. Mas a vida de um escritor não é só livros. Pelo menos não para Henrique Schneider.

Autor de seis romances, não se contém em escrever. Não abre mão do contato com o leitor.

“É o momento em que a literatura atinge sua plenitude”, defende. “Escrevemos para o leitor. Portanto, poder ver sua reação ao apresentar nosso trabalho é sensacional.”

Os contos são uma das paixões do gaúcho. Há sete anos, publica um por semana no jornal ABC Domingo, que circula na Região Metropolitana de Porto Alegre. A coluna é intitulada Vida Breve. São aproximadamente 400 textos dos quais seleciona 12 para cada sessão do projeto Leituras Feevale. Durante 50 minutos, lê e interpreta ao vivo.

LIVROS - A obra de Henrique Schneider: Pedro Bruxo (Metrópole, 1984); O Grito dos Mudos (L&PM, 1989/Bertrand Brasil, 2006) - prêmio Maurício Rosemblatt: A Segunda Pessoa (Mercado Aberto, 1998); Contramão (Bertrand Brasil, 2007) - finalista do 50ª Prêmio Jabuti e Livro do Ano (Narrativa Longa 2008) pela Associação Gaúcha de Escritores; Novo Hamburgo – a cidade se revela (Um Cultural, 2009); Avenida de Histórias (Um Cultural, 2009).

Sinopses
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais