Feira em Estância Velha: Nem o frio separa estudantes dos livros
Escritor hamburguense comemora participação no evento literário: nem o frio afastou a comunidade.
   
“Estive na Feira do Livro de Estância Velha, conversando com alunos do EJA. Frio insano, cortante – e ninguém arredou pé. Chega a emocionar.” Assim, em menos de 140 caracteres, Henrique Schneider define a experiência que teve na noite de 07 de julho, pelo Twitter.
Leia Mais
Confira a programação da Feira do Livro de Estância Velha

O frio a que o escritor se refere era reflexo das baixas temperaturas que a região do Vale do Sinos tem registrado. A previsão de temperatura mínima chegava a 2ºC. Nada que impedisse a programação da 30ª Feira do Livro de Estância Velha de reunir a comunidade.

Schneider falou sobre sua obra e bateu papo com o público logo depois do também escritor Ricardo Silvestrim, no Pavilhão de Atividades Culturais – PAC, no Centro da Cidade, onde as atividades do evento literário se concentram.

PROGRAMAÇÃO - A programação seguiria até o dia 09 de julho. Na sexta-feira, por exemplo, um livro comprado em uma das tendas da feira e doado para a Biblioteca Pública Municipal tornaria-se ingresso para o espetáculo "Tangos e Tragédias".

Oito livreiros participam do evento, no Pavilhão de Atividades Culturais – PAC do município, na avenida Balduíno Weber, s/n°, Centro. Mais informações através do telefone (51)3561-1944, com Ângela ou Maria do Carmo.

FOTO: divulgação / Prefeitura de Estância Velha
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais