Feira do Livro: patrono promete se multiplicar em São Leopoldo
Henrique Schneider planeja participar de todas as atividades que puder e fazer da literatura o lema de todos os leopoldenses.
   
Entre os dias 03 e 09 de setembro, Henrique Schneider pretende fazer da 26ª Feira do Livro de São Leopoldo a sua casa e se multiplicar para participar das atividades. O escritor hamburguense tem a honra de ser o patrono. E a primeira presença é na abertura oficial, sábado, às 18 horas.
Mas engana-se quem pensa que é só a presença: o começo do evento é também a reafirmação de um compromisso pessoal. “Agora, é arregaçar as mangas e fazer da literatura o lema de todos os leopoldenses durante a feira”, promete.

Leia Mais

Henrique Schneider lança livro reunindo Contos da Vida Breve

Leituras Feevale 2011: De São Leopoldo à Europa

O patrono deixa claro que, para ele, participar das atividades do evento é essencial. "Quando assumi essa responsabilidade, não pensei em outra coisa: ajudar a fazer uma feira que realmente celebre os livros, a poesia, os escritores e os poetas. A cultura como um todo."

A festa da literatura promete reunir, além de livros, claro, cinema, música e teatro na Praça da Biblioteca. Menalton Braff, Marcelino Freire, Juremir Machado, Nei Lisboa, Alemão Ronaldo e Tonho Crocco são alguns dos nomes de destaque da programação. Produções cinematográficas serão exibidas na Sala Audiovisual do Centro Cultural José Pedro Boéssio e a peça Cabaré do Ivo se apresenta na segunda-feira, 05.

A vez do patrono


Na terça-feira, dia 06, às 19 horas, as obras de Henrique Schneider ganham mais uma companhia: A Vida é Breve e Passa ao Lado. A reunião de 44 contos escritos desde 2003 na coluna Vida Breve, publicados no jornal ABC Domingo, será lançada na feira leopoldense. No mesmo dia, o escritor abre o projeto Leituras Feevale Conto da Vida Breve 2011.


FOTO: ilustrativa
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais