Vida breve passa ao lado em Novo Hamburgo
Escritor Henrique Schneider lança livro na cidade em que nasceu e onde mora e escreve.
   
Em A Vida é Breve e Passa ao Lado, 96 páginas reúnem 44 contos entre os que Henrique Schneider escreve semanalmente desde 2003. E chega a Novo Hamburgo, cidade natal do escritor, nesta quinta-feira, dia 08.

A livraria Letras & Cia, no Bourbon Novo Shopping, o recebe para o lançamento do livro e sessão de au-

tógrafos, das 19 às 21 horas. Isso em meio a ser patrono da Feira do Livro de São Leopoldo e do recomeço do Projeto de Leituras Feevale Contos da Vida Breve.

Leia Mais

Leituras Feevale 2011: De São Leopoldo à Europa

Confira o roteiro completo

“É um rebuliço – mas um rebuliço bom. São compromissos que me agradam. Agenda cheia, um monte de atividades, correndo de um lado para o outro e dando conta das minhas tarefas de advogado, correria, correria, correria – mas feliz com toda esta correria”, explica o escritor.

O evento na Letras & Cia, segundo ele, tem uma peculiaridade. “O lançamento em Novo Hamburgo tem um detalhe que o reveste de uma importância especial. É o lançamento do livro na cidade onde vivo e escrevo, onde vive grande parte dos meus amigos - que, desde já, estão todos convidados.”

Gustavo Faraon, gestor comercial da Dublinense, editora do livro, adianta que A Vida é Breve e Passa ao Lado está disponível na Feira do Livro de São Leopoldo, livrarias Flama (Novo Hamburgo), Palavraria (Porto Alegre) e Do Arco da Velha (Caxias do Sul), rede Cultura e distribuidora Multilivro. “A distribuição é um trabalho contínuo, nunca fica completo, e por isso ele nunca pára. É provável que ainda esta semana esteja nas lojas Cameron e na Saraiva”, avalia Faraon.

ONLINE - No entanto, não é preciso sair da frente do computador para comprá-lo. Também por R$ 26, está disponível no site da Dublinense. “Com um texto leve, que tanto pode fazer rir como provocar tristeza, Henrique cria personagens que você encontra todos dos dias – e algum deles pode estar, neste momento, bem do seu lado”, descreve a página.
 
 

 


Prêmio que agraciou Henrique Schneider é um dos principais concursos do Brasil


Entrevista: o processo de criação de Setenta


Henrique Schneider palestra no Festival Literário dos Campos Gerais